sábado, novembro 01, 2008

Poeta


P O E T A

Poeta
é um ser-coração,
que pulsa na cadência
de seus próprios versos,
qual harpa eólia a vibrar,
ao perpassar de brisas
ou de vendavais,
no compasso ou descompasso
de seus contraditórios sentimentos...

É solidão, é multiplicidade,
é inconstância, é persistência
é fortaleza, é fragilidade...

É sensibilidade pura,
é emoção,
constantemente,
à flor da pele...

É alma inquieta, insatisfeita,
sempre à procura do verso perfeito
ou daquele amor idealizado
(e irrealizável)
feito de sonhos
e de fantasia...

É alternância,
sempre a oscilar,
na gangorra de suas emoções,
ora alçando-se ao paraíso,
ao prazer supremo
das grandes paixões,
ora descendo ao inferno
de suas frustrações
e desencantos...

É um mágico e um louco,
que pode, sem ter asas,
voar ao infinito,
banhar-se de luar,
conversar com as estrelas,
e se dizer capaz de entendê-las...

É um criador
de beleza e de harmonia,
um ser capaz de tudo transformar
em poesia...

(Eloah Borda-D.A.Reservados)

3 comentários:

Rita Costa disse...

Eu ainda não cheguei a uma conclusão sobre os poetas.
E por isso mesmo amo cada verso que busca traduzir esses sonhadores.
É como estar diante de um imenso quebra-cabeça de uma paisagem.
Vejo aves por aqui...
Adorei o poema!
Tenha uma linda semana poetisa! :) Beijinhos

Eloah Borda disse...

... fácil, fácil, minha querida poetamiga, poetas são, simplesmente, paradoxos personificados e pensantes, que possuem um coração maior que eles mesmos, e um grande par de asas invisíveis, que os eleva aos mais altos vôos sem que precisem elevar-se do solo... Tudo muiiiito normal e fácil de entender, não? (risos).

Desculpa a brincadeira e obrigada pela visita e por tuas palavras.
Beijinhos.

ju rigoni disse...

Oi, Eloah!

Venho para te desejar uma ótima semana e me deparo com esses seus versos...

"É um mágico e um louco,
que pode, sem ter asas,
voar ao infinito,
banhar-se de luar,
conversar com as estrelas,
e se dizer capaz de entendê-las..."

Molto belo!

Bjs, querida, e inté!